Slow Fashion | Consumir com consciência

Reduzir, reutilizar, reciclar.

Slow Fashion opõe-se às peças de roupa e calçado que duram apenas uma época e acessórios descartáveis que saem caras ao ambiente e à economia das famílias.

O Slow Fashion quer impor-se como um conceito de moda que tem como princípios mais importantes:

  • peças e materiais que durem mais tempo;

  • regresso ao 'faça você mesmo';

  • utilização de produtos de proximidade e, sempre que possível, naturais;

  • recurso à mão de obra local na produção;

  • incentivo à mão de obra especializada em pequenos arranjos.

Ou seja, defende a redução da quantidade em prol da qualidade,  com uma aposta séria e generalizada em produtos de preferência locais, provenientes de Comércio Justo ou feitos com recurso a mão de obra local, com materiais típicos da região onde são comercializados, e valorizando ainda a reutilização e a reciclagem.

Em suma, o Slow Fashion defende um novo modelo de consumo consciente, mais ético e responsável.

Leia mais no documento elaborado pela Slow Movement aqui.